Cães

Importância da higiene bucal em cães e gatos

Cães,Gatos

Uma higiene dentária deficiente em cães e gatos pode causar vários e sérios problemas de saúde, incluindo as doenças gengivais que são dolorosas podendo levar até a perda de dentes.

O acúmulo de placa bacteriana com posterior formação de tártaro sobre os dentes causam as doenças periodontais, ou seja, são estas as doenças dos tecidos que revestem, sustentam e rodeiam os dentes – gengivas, ligamento periodôntico, osso alveolar, e superfície de cemento (tecido ósseo que reveste a raiz do dente). A doença periodontal é uma afecção oral frequentemente encontrada e muito visualizada na prática de pequenos animais.

Quanto mais placa presente nos dentes maior a gravidade da doença periodontal, se agravando ainda mais com a idade do animal, muito comum em animais idosos, por isto a necessidade de cuidar dos animais ainda jovens.

Os cães de raça pequena são precocemente afetados, o que nos de raça grande pode demorar mais um pouco. A doença periodontal pode se propagar através da corrente sanguínea pela boca para outros órgãos internos, como coração, rins, fígado, agravando também as articulações, encurtando a vida do seu cão e gato.

A placa bacteriana é depositada sobre os dentes, o material é constituído por agregação de bactérias de forma concentrada, aderente e com crescimento constante. As colônias de bactérias ficam nas estruturas bucais e acumulam-se na superfície dentária.

Após o espessamento e maturação da placa dentária, há uma alteração em sua composição, causando o desenvolvimento da doença periodontal, devido à evolução de uma flora de bactérias predominantemente aeróbicas para anaeróbicas. Com apenas algumas semanas após a formação da placa, ocorre sua mineralização e assim forma o tártaro.

A placa dentária é a causa primária responsável pela gengivite. Salientamos que a placa não é um resíduo de alimentos. A dieta desempenha um importante papel na formação e maturação da placa. Uma dieta de consistência macia e aderente induz aumento de formação de placas e consequente gengivite em maior freqüência, do que uma dieta de consistência dura e fibrosa.

Portanto é necessário consultar o veterinário regularmente para também cuidar da saúde bucal de seu cão e/ou gato. O veterinário avaliará o melhor tratamento, além de ensinar a prevenir ou minimizar o tártaro. Além disso, ele poderá realizar uma tartarectomia, polimento dos dentes e desinfecção bucal para prevenir ou tratar a doença periodontal.

Venha nos fazer uma visita na Clinica Veterinária Bicho Vivo onde seu animal é tratado com carinho e dedicação.

 

Renata Miranda da Cruz
CRMV-MG 5343
Graduada pela UFMG
Especializada em clínica e cirurgia de pequenos animais

Compartilhar