Cães

Afecções de próstata em cães

Cães

As alterações da próstata são comuns nos cães de meia-idade a idosos, porém raras em gatos.

A próstata é a única glândula sexual acessória do cão. Sua função é produzir o fluido prostático o qual corresponde à terceira fração do ejaculado e possui a função de fornecer suporte para os espermatozoides durante a ejaculação.

As afecções de próstata atingem mais comumente cães de meia idade a idosos, e não existe predileção racial para sua ocorrência.

Dentre as afecções mãos comuns que podem acometer a próstata dos cães estão: hiperplasia prostática benigna, prostatites bacteriana, cistos prostáticos, abscessos e neoplasias. A hiperplasia prostática é a alteração mais comum, sendo que aproximadamente 100% dos cães não castrados com o avançar da idade desenvolvem evidências de hiperplasia prostática.

Os sinais clínicos mais observados em cães com hiperplasia prostática são dificuldade de urinar e defecar, urina com sangue, gotejamento de urina, apatia, falta de apetite e febre. O tratamento de eleição para cães que cursam essa doença é a castração, que consiste na retirada dos testículos do animal, o que promove redução a níveis mínimos de hormônios sexuais masculinos, o que contribui para regressão da hiperplasia prostática, além de evitar recidiva do problema.

É importante fazer a avaliação ultrassonográfica da próstata de cães machos inteiros (não castrados) de meia idade a idosos, mesmo que não apresentem sintomas, pois a hiperplasia prostática benigna é bastante comum, e atinge 60% dos cães à partir de 6 anos de idade e 95% dos cães com 9 anos de idade.

Compartilhar